segunda-feira, 4 de junho de 2018

Como aliviar a cólica do bebê pela memória do ambiente do útero


Conheça mais esse método para amenizar o desconforto do seu filho
Recriar o ambiente do útero, tanto no aspecto físico como no psicológico, ajuda a aliviar acólica do recém-nascido, um desconforto típico dos primeiros meses de vida. Quem defende o método é o obstetra Domingos Mantelli, autor do livro Gestação – Mitos e Verdades sob o Olhar do Obstetra (Segmento Farma), com base em evidências da literatura médica internacional relacionadas à psicologia fetal. “Sabemos que os bebês têm capacidade de aprendizado intraútero e que guardam memórias dessa fase. Por isso, é possível criar um reflexo condicionado na gravidez e lançar mão dele após o parto.” Entenda o que ele quer dizer, aprendendo a técnica na prática:
1 - Durante a gravidez, estabeleça o hábito de escutar determinada música relaxante, enquanto conversa com o seu bebê, de forma que ele associe esse momento a uma vivência de tranquilidade.
2 - Após o parto, quando ele enfrentar uma crise de cólica, prepare um ofurô ou balde (cujo espaço aconchegante remete ao ambiente uterino) com água morna (que lembra o líquido amniótico) e coloque seu filho dentro.
3 - Ponha a canção que costumava ouvir na gravidez e repita as mesmas palavras que dizia ao seu filho nessa ocasião.
BENEFÍCIOS: Segundo Mantelli, além do alívio físico proporcionado pelo calor da água (que dilata os vasos e promove efeito anti-inflamatório, diminuindo a sensação dolorosa), o ritual de resgate das memórias acalma o bebê, diminuindo a ação de hormônios do estresse, como o cortisol e a adrenalina, que só agravam ainda mais a dor. O efeito duplo seria o responsável pela eficácia dessa estratégia.